November 18, 2014 / 10:53 PM / in 3 years

Neymar diz que seleção deu "volta por cima" após seis vitórias

3 Min, DE LEITURA

Neymar em jogo do Brasil contra a Áustria nesta terça-feira.Leonhard Foeger

(Reuters) - Depois de completar seis vitórias em seis jogos após a Copa do Mundo, o Brasil começou a se recuperar do fracasso no Mundial deste ano, de acordo com capitão da seleção brasileira, Neymar.

Segundo ele, a equipe aprendeu muito com a decepção na Copa em casa, e as vitórias amenizam o sofrimento do torcedor.

“Foi um ano de aprendizado. O que ocorreu na Copa foi difícil dar a volta por cima e acho que conseguimos”, declarou o atacante do Barcelona nesta terça-feira, após a vitória sobre a Áustria por 2 x 1, em Viena, com gols de David Luiz e Roberto Firmino.

“Temos que continuar essa caminhada para continuar algo lá na frente”, acrescentou.

No ano que vem, a seleção brasileira tem agendado um amistoso na França no fim de março, além das disputas da Copa América, no Chile, e das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

“O balanço (após a Copa) é positivo; ganhamos todos os jogos, tomamos só um gol e era importante terminar o ano vencendo”, avaliou o meia Oscar.

O meia-atacante Firmino, autor do gol da vitória do Brasil com um belo chute de fora da área, foi um dos mais festejados e ganhou elogios do técnico Dunga, que afirmou que o jogador garantiu mais um fio de cabelo branco da cabeça do treinador, numa alusão à dor de cabeça que terá para montar a seleção daqui para frente.

O jogador estava empolgado com o primeiro gol pela seleção e revelou que vai emoldurar a camisa da partida pelo Brasil.

“Fico feliz de ouvir elogios do professor e espero voltar mais vezes”, disse ele. “Fui feliz no chute e fechamos com chave de ouro... já encomendei um quadro para guardar por toda vida”, acrescentou Firmino.

 

capitão

No fim do jogo, um fato chamou a atenção de todos após dois dias de polêmica na seleção. O capitão Neymar, ao ser substituído, foi em direção de Thiago Silva e lhe entregou a braçadeira de capitão.

Durante a semana, Thiago Silva, capitão do Brasil na Copa, disse que estava triste com a reserva e com a perda da braçadeira de capitão, e que até aquele momento não tinha sido procurado por Neymar ou Dunga para dar explicações.

Neymar, que ainda chama o zagueiro de “capita”, disse que o gesto não teve orientação de Dunga.

“Foi uma decisão minha; com naturalidade. O primeiro nome que veio na cabeça foi ele”, afirmou o atacante brasileiro. “Acabei optando pelo Thiago e que ainda tem muito comando dentro e fora do time”, finalizou Neymar.

Por Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below