Austrália se opõe a competições de natação no fim da noite nos Jogos do Rio

sexta-feira, 21 de novembro de 2014 16:00 BRST
 

(Reuters) - As autoridades olímpicas da Austrália disseram que vão se opor aos planos de realizar as competições de natação na Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro no final da noite.

Embora a programação definitiva para os Jogos do Rio ainda não esteja finalizada, os relatos de que as provas de natação poderiam começar às 22h do horário local para acomodar a televisão norte-americana despertaram críticas na Austrália.

O presidente do Comitê Olímpico Australiano (AOC), John Coates, afirmou a repórteres nesta sexta-feira não ser razoável iniciar as provas tão tarde, porque alguns eventos só terminariam aproximadamente depois da meia noite.

Ele declarou que já há conversas em andamento para alterar o rascunho do cronograma, partes do qual foram divulgadas na semana passada, e que a Austrália irá pressionar para adiantar as competições.

“É um assunto que o AOC irá abordar agora com a Federação Internacional de Natação (Fina) e com o Comitê Olímpico Internacional (COI)”, disse Coates, que também é vice-presidente do COI e membro da comissão de coordenação da Olimpíada do Rio.

“Não é razoável exigir que os atletas compitam àquela hora da noite”.

Não é a primeira vez que o horário das provas de natação da Olimpíada é criticado.

Nos Jogos de Pequim, em 2008, as finais foram transferidas para o período da manhã para coincidir com o horário nobre da TV nos Estados Unidos, apesar das queixas de alguns nadadores.

Enquanto isso, a Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf) já anunciou que irá mudar seu cronograma para o Rio, realizando provas matutinas pela primeira vez desde 1988.   Continuação...

 
John Coates, presidente do Comitê Olímpico Australiano, em foto de arquivo. 23/08/2013  REUTERS/David Gray