Klopp não descarta treinar time inglês no futuro

sábado, 22 de novembro de 2014 12:43 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O carismático técnico do Borussia Dortmund, Juergen Klopp, está disposto a comandar um time do Campeonato Inglês e disse que ser treinador na Inglaterra seria o único passo lógico que o faria deixar o clube alemão.

Desde que assumiu o comando do Dortmund, em 2008, Klopp transformou um time que havia terminando em um decepcionante 13º lugar na temporada anterior em uma equipe de ponta na Europa, conquistando muitos admiradores desde então.

O técnico, de 47 anos, é atualmente um dos mais reverenciados do continente, tendo levado o Dortmund ao título do Campeonato Alemão em 2011 e à final da Liga dos Campeões em 2012.

Na atual temporada, no entanto, o Dortmund venceu apenas três de suas 11 partidas no Alemão e ocupa a 15ª posição, 17 pontos atrás do líder Bayern de Munique.

Klopp contou em 2013 que havia rejeitado a proposta de alguns clubes ingleses, e ele vem sendo considerado como potencial sucessor de Arsene Wenger no comando do Arsenal, com quem o alemão divide muitas similaridades.

Klopp disse que não tinha razão alguma para ouvir as propostas no ano passado, mas, por causa da situação do Dortmund nesta temporada, ele estaria aberto a conversas.

“Se alguém me ligar, então, vamos conversar a respeito”, declarou Klopp ao BT Sport.

“Acredito que é o único país onde eu acho que deveria trabalhar, perto da Alemanha e porque é o país do qual conheço um pouco a língua, e preciso da fala para o meu trabalho”, disse.

“Quando cheguei aqui, pensei ‘ok, agora posso trabalhar como um técnico normal, por dois ou três anos – próximo clube, próxima cidade’. Eu realmente sou interessado na vida, não é importante para mim permanecer por um longo tempo no mesmo lugar.”

“Meus filhos são crescidos o suficiente para ficarem sozinhos, isso não é um problema. Estarei por aqui por mais de seis anos, não sei quando vai terminar, não penso nisso. Mas não é meu objetivo construir um legado. Vamos ver, enquanto for bem-sucedido e pudermos desenvolver tudo, não precisamos mudar.”

O Dortmund enfrenta o Arsenal pela Liga dos Campeões no Emirates Stadium na quarta-feira.