Em harmonia, Palace joga com a cara do técnico e vence Liverpool

domingo, 23 de novembro de 2014 16:31 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O técnico do Crystal Palace, Neil Warnock, viu muito de si próprio nos seus jogadores na vitória por 3 x 1 sobre o Liverpool, neste domingo, que afastou os rumores de que o elenco estava desarmonioso.

Depois de um péssimo começo de temporada, com nove pontos nos primeiros 11 jogos, a pressão começou a crescer em cima de Warnock e seu time, antes de receber a visita dos vice-campeões da última temporada.

A imprensa britânica publicou que o treinador, que começou sua segunda passagem pelo Palace em agosto, não estava conseguindo inspirar sua equipe, que terminou em um impressionante 11º lugar com o ex-técnico Tony Pulis na temporada passada.

Esse parecia ser o caso quando o Liverpool abriu o placar em Selhurst Park, após dois minutos, com Rickie Lambert, mas gols de Dwight Gayle, Joe Ledley e Mile Jedinak asseguraram a terceira vitória da temporada.

"Foi um desempenho à Neil Warnock, eu pensei", disse Warnock à Sky Sports. "Eu estou realmente orgulhoso deles".

"Aparentemente, eles (jogadores) não me aturam, não é? Mas se esse é um time que não me atura, não sei o que fazer".

"Achei que eles foram fantásticos e não poderiam se esforçar nem mais um pouquinho. Jogamos muito bem", afirmou.

A fama de Warnock de ter uma atitude um pouco agressiva aparentemente esteve presente no seu time, mas não faltou qualidade também. 

"Eu acho que os torcedores nos apoiaram e foi que nem uma partida de mata-mata".

"Criamos boas chances e tentamos vencer o jogo com bom futebol. Fomos sólidos na defesa e bem organizados. Acima de tudo, foi um ótimo desempenho", acrescentou o treinador do Palace.

(Por Sam Holden)