Hamilton e Rosberg cumprimentam-se depois de temporada épica

domingo, 23 de novembro de 2014 17:17 BRST
 

Por Alan Baldwin

ABU DHABI (Reuters) - Lewis Hamilton afirmou neste domingo que o companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, é um "competidor fenomenal", depois de o alemão estender a mão para cumprimentar o rival campeão da Fórmula 1.

"Talvez as coisas naturalmente fiquem mais tranquilas agora", disse o britânico, bicampeão mundial, após a tentativa de Rosberg de atrapalhá-lo ter sido prejudicada por problemas no motor que deixaram o piloto alemão fora da zona de pontuação.

"Ele teve a classe de conversar comigo depois da corrida, o que eu gostei bastante. Foi realmente grande da parte dele fazer isso".

Os dois se pressionaram a temporada inteira em uma campanha que lembrou as batalhas entre o brasileiro Ayrton Senna e o francês Alain Prost na McLaren. 

Amigos de infância desde os tempos de kart, os dois pilotos da Mercedes testaram seus relacionamentos até o ponto de ruptura. A dupla passou a mal conversar entre si quando ficou claro que um deles seria campeão.

Em Mônaco, Hamilton sugeriu que Rosberg deliberadamente o impediu de conseguir a pole position com um erro que causou bandeiras amarelas, e na Bélgica, em agosto, acusou o alemão de bater no seu carro de propósito. 

O presidente não-executivo da equipe Niki Lauda admitiu que não sabia se a parceria poderia continuar, mas as relações entre os dois foram descongeladas novamente.

"Foi tudo tão intenso entre nós o ano inteiro", disse Hamilton. "Houve bons e maus momentos".   Continuação...