Ex-chefe do comitê técnico da Fifa decidirá até 2015 se concorrerá à presidência da entidade

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 11:43 BRST
 

Por Matt Smith

DUBAI (Reuters) - O pré-candidato à presidência da Fifa Harold Mayne-Nicholls vai decidir até o ano novo se concorrerá contra o atual presidente da entidade, Joseph Blatter, disse o chileno nesta quinta-feira. 

Mayne-Nicholls, ex-chefe do comitê técnico da Fifa que alertou contra a realização da Copa do Mundo no Catar em 2022, disse em outubro que cogitava concorrer. 

"No momento, ainda estou considerando, falando com amigos - até o ano novo eu vou tomar uma decisão", disse Mayne-Nicholls, de 53 anos, em uma conferência em Dubai. 

"Às vezes você perde, mas você coloca algumas ideias na mesa que podem ajudar o futuro do jogo e isso será o suficiente", disse ele a repórteres. 

Ele foi cuidadoso em salientar que as regras da Fifa impedem a realização de campanhas antes do prazo de candidatura, que termina em 29 de janeiro. A eleição será em 29 de maio. 

Blatter, um suíço de 78 anos, é o grande favorito, apesar da oposição à sua liderança devido às alegações de corrupção dentro da entidade que administra o futebol mundial. 

O ex-vice-secretário-geral da Fifa Jérôme Champagne, de 56 anos, é o outro candidato declarado.

Mayne-Nicholls precisa obter apoio de cinco federações nacionais para concorrer e parece estar se posicionando como um reformista.    Continuação...

 
Chileno Harold Mayne-Nicholls durante coletiva de imprensa em Lisboa. 2/09/2010. REUTERS/Jose Manuel Ribeiro