Pelé segue em evolução e passa para cuidados semi-intensivos em hospital

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 10:57 BRST
 

(Reuters) - O ex-jogador Pelé segue em evolução e ficará mais um dia sem ser submetido a suporte renal, e passou do tratamento intensivo para o semi-intensivo, informou nesta terça-feira o hospital em São Paulo onde o tricampeão do mundo está internado há mais de uma semana devido a uma infecção urinária.

"Após as análises clínicas e laboratoriais da manhã de hoje, não houve necessidade de retornar o suporte renal. Outra avaliação da função do rim será feita amanhã cedo", disseram os responsáveis pelo atendimento ao jogador em boletim médico.

Pelé, de 74 anos, precisou ser submetido a tratamento de suporte renal após ter sido internado em 24 de novembro para tratar uma infecção urinária. Os médicos suspenderam temporariamente o tratamento no domingo e têm feito avaliações diárias para determinar se será necessário retomar o suporte renal.

De acordo com boletim desta terça do Hospital Albert Einstein, Pelé caminha pelo quarto, está lúcido, e se alimentando bem. Ele mantém "boas condições hemodinâmicas e respiratórias" e recebe os antibióticos por via endovenosa.

Ele permanece no mesmo leito, mas agora sob cuidados de tratamento semi-intensivo, e não mais intensivo.

Pelé tem apenas um rim, após retirar um dos órgãos há "muitos anos", segundo seu assessor pessoal, José Fornos Rodrigues, conhecido como Pepito.

O tricampeão mundial já havia sido internado no Hospital Albert Einstein em 12 de novembro com dores abdominais e passou por uma cirurgia para a retirada de cálculos no rim, uretra e vesícula, que dificultavam seu fluxo urinário.

Há dois anos, o campeão mundial com o Brasil em 1958, 1962 e 1970 passou por uma cirurgia no quadril.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

 
Ex-jogador Pelé durante coletiva de imprensa em Paris. 10/03/2014. REUTERS/Gonzalo Fuentes