Pelé deixará unidade semi-intensiva e será transferido para quarto

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 19:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-jogador Pelé, de 74 anos, deixará a unidade de terapia semi-intensiva em que estava internado e será transferido no fim de semana para um quarto de um hospital na zona sul de São Paulo, informou boletim médico nesta sexta-feira.

"O paciente Edson Arantes do Nascimento (Pelé) continua sem sinais de infecção e mantendo antibioticoterapia por via endovenosa", disse o Hospital Albert Einstein em boletim médico.

"Em função de sua melhora clínica e estabilidade, programou-se sua transferência para um quarto", acrescenta o boletim.

Pelé chegou a ficar na UTI do hospital depois de se internar por conta de uma infecção urinária e precisar passar por tratamento de hemodiálise.

O ex-jogador, tricampeão mundial com a seleção brasileira, divulgou vídeo nesta sexta em que aparece tocando violão, afirma estar "recuperado" e agradece pelo apoio de brasileiros e estrangeiros.

No dia 12 de novembro, Pelé foi internado no mesmo hospital com dores abdominais e passou por cirurgia para a retirada de cálculos na uretra, no rim e na vesícula, que dificultavam seu fluxo urinário.

Eleito Atleta do Século 20 e jogador que mais gols marcou na história do futebol mundial, Pelé tirou um dos rins na década de 1970, quando jogava no New York Cosmos, dos Estados Unidos.

O ex-jogador, que além do Cosmos e da seleção também defendeu o Santos, fez há dois anos uma cirurgia no quadril. Pelé foi campeão nas Copas de 1958, na Suécia; 1962, no Chile; e 1970, disputada no México.

(Reportagem de Eduardo Simões)