Blatter afirma que não é corrupto e espera "ir para o céu um dia"

quarta-feira, 1 de julho de 2015 16:47 BRT
 

BERLIM (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse a uma revista alemã que tem a consciência limpa e acredita que vai "para o céu um dia", em meio a denúncias de corrupção contra a entidade que controla o futebol mundial.

Promotores norte-americanos não acusaram Blatter, de 79 anos, de qualquer delito, mas sua liderança está sob escrutínio, disseram fontes familiarizadas com as investigações nos Estados Unidos e na Suíça.

Blatter anunciou em 2 de junho que deixará o cargo de presidente da Fifa depois de uma eleição que provavelmente vai ocorrer no fim deste ano ou início do próximo ano.

"Eu tenho a consciência limpa", declarou o suíço à revista alemã Bunte em entrevista publicada nesta quarta-feira. "Quem me chama de corrupto terá que provar, mas ninguém pode provar isso, porque eu não sou corrupto."

Blatter disse que estava aberto a críticas. "Mas se alguém me chamar de corrupto, porque a Fifa é corrupta, só posso sacudir a cabeça. Todo mundo que diz algo assim deveria ir para a cadeia."

Ele afirmou que é uma pessoa religiosa e que sua fé lhe deu força durante as últimas semanas.

"Eu tenho uma cruz dourada que foi abençoada pelo papa Francisco. Acredito que eu vou para o céu um dia", disse Blatter.

Um advogado nos EUA disse na terça-feira que Blatter não vai viajar para o Canadá para a final da Copa do Mundo feminina, no domingo, por motivos pessoais.

(Reportagem de Michael Nienaber)

 
Presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante congresso da entidade em Zurique, na Suíça, em maio. 29/05/2015 REUTERS/Ruben Sprich