Presença da Argentina na final é costume, mas agora tem que ganhar, diz Martino

sexta-feira, 3 de julho de 2015 20:13 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - A classificação da seleção argentina para a final da Copa América é um "costume" após a chegada da equipe à decisão do Mundial de 2014, disse nesta sexta-feira o técnico Gerardo Martino, destacando que é hora de a equipe conquistar um título.

Chile e Argentina decidirão a Copa América no sábado no Estádio Nacional de Santiago, em partida na qual o time da casa tentará ganhar o torneio continental pela primeira vez, enquanto a "alviceleste" busca o 15º título da competição e o primeiro troféu desde 1993.

"Este grupo de jogadores tem um grande compromisso com a seleção. É um costume sadio que se torna hábito esse de chegar às finais. Agora precisa aproveitar a oportunidade e ganhar. Estamos muito contentes", disse Martino em entrevista coletiva.

"É provável que a derrota seja uma frustração e acredito que sentiremos da mesma maneira. E se conquistarmos, muitos dirão que era um dever e muitos que é algo muito bom. Tomara que consigamos vencer", completou.

A Argentina, que não ganha um título desde a Copa América de 1993, perdeu de 1 x 0 para a Alemanha na final do Mundial do ano passado.

(Por Santiago Torres)

 
O jogador Sergio Aguero (esquerda) e o técnico Gerardo Martino, da Argentina, concedem entrevista coletiva em Santiago, no Chile, nesta sexta-feira. 03/07/2015 REUTERS/Marcos Brindicci