Dirigentes da Fifa são vaiados antes da entrega de troféu na Copa do Mundo feminina

segunda-feira, 6 de julho de 2015 10:00 BRT
 

Por Simon Evans

VANCOUVER (Reuters) - Dirigentes da Fifa foram vaiados pelos torcedores antes da entrega do troféu na final da Copa do Mundo feminina de futebol, que os Estados Unidos ganharam por 5 x 2 do Japão, no domingo.

Apesar de o presidente da Fifa, Joseph Blatter, não ter ido ao Canadá durante o torneio e decidir, pela primeira vez, não entregar o troféu, a torcida, de maioria norte-americana, deixou claro seus sentimentos sobre a organização atingida por escândalos de corrupção.

O locutor do estádio pediu à torcida para saudar os "dignitários" da Fifa no campo, e o grupo com cerca de 10 pessoas, liderado pelo vice-presidente da Fifa Issa Hayatou, presidente da Confederação Africana de Futebol, foi recebido com fortes vaias.

Blatter, de 79 anos, disse em entrevista ao jornal alemão Welt am Sonntag que sua primeira vez sem ir à final da Copa do Mundo feminina estava relacionada a preocupações sobre investigações sobre o escândalo.

"Não tomarei riscos de viagem até que tudo esteja esclarecido", disse.

 
Seleção norte-americana recebe troféu da Copa do mundo de futebol feminino. REUTERS/USA TODAY Sports/Anne-Marie Sorvin