Vidal pede desculpas públicas e evita julgamento por acidente de carro

quarta-feira, 8 de julho de 2015 11:19 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - O meia chileno Arturo Vidal pediu desculpas públicas nesta quarta-fera e aceitou cumprir uma série de obras sociais para evitar um julgamento por conduzir sob efeito do álcool e ofender um policial no mês passado, quando sofreu um acidente de carro durante a disputa da Copa América pela seleção chilena.

Vidal, uma das principais figuras no primeiro título continental do Chile, protagonizou em 16 de junho um acidente automobilístico por excesso de velocidade, quando voltava aos treinos da seleção após uma tarde livre.

"Gostaria de me desculpar com os policiais do Chile, acelerei muito e faltei com respeito, estou arrependido agora e espero nunca mais voltar a passar por isso, agradeço porque puderam me controlar", disse o jogador durante audiência em um tribunal no sul de Santiago.

No acidente, Vidal colidiu sua Ferrari vermelha com outro automóvel, mas não causou danos a terceiros e o jogador saiu ileso, apesar de seu veículo ter ficado destruído. O jogador da Juventus terá que pagar uma indenização a uma pessoa afetada pelo acidente e sua habilitação será suspensa por dois anos.

Além disso, de acordo com a Promotoria chilena, Vidal se comprometeu a doar 100 camisas de futebol, 100 bolas, 100 chuteiras, 100 caneleiras e 100 pares de meias, assim como entregar uma camisa autografada da seleção chilena, usada na Copa América, para o Corpo de Bombeiros de Buín, onde ocorreu o acidente.

(Reportagem de Felipe Iturrieta)

 
Ferrari de Vidal após acidente. 16/06/2015 REUTERS/Felipe Fredes/Agencia Uno