Torcedores do Chelsea são banidos de estádios após incidente racista no metrô de Paris

quarta-feira, 22 de julho de 2015 11:05 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Quatro torcedores do Chelsea que impediram um homem negro de entrar em um vagão do metrô de Paris foram banidos nesta quarta-feira de entrar em estádios de futebol de três a cinco anos.

O incidente ocorreu em fevereiro, quando torcedores do Chelsea estavam na capital francesa para assistir ao jogo da Liga dos Campeões do Chelsea contra o Paris Saint-Germain.

Imagens de vídeo mostraram torcedores do time inglês se recusando a deixar o francês Souleymane Sylla de embarcar no trem, sob gritos de "Somos racistas e é assim que gostamos".

Richard Barklie, de Carrickfergus, na Irlanda do Norte, Josh Parsons e William Simpson, ambos de Surrey, na Inglaterra, foram banidos por cinco anos por um tribunal de Londres, de acordo com a polícia metropolitana.

Jordan Munday, de Sidcup, na Inglaterra, foi banido por três anos. Todos os quatro negaram ter comportamentos racistas.

O superintendente da polícia Colin Morgan disse em nota: "Violência e racismo não têm lugar no futebol e iremos continuar a colocar agressores nos tribunais como parte de nossos esforços para tornar o futebol um local mais seguro para todos".

(Reportagem de Stephen Addison)