Japão rejeita acusação de plágio em logotipo da Olimpíada de 2020

sexta-feira, 31 de julho de 2015 14:10 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O desenhista japonês do emblema da Olimpíada de 2020 de Tóquio, que causou polêmica por sua semelhança com uma criação de um artista da Bélgica, disse nesta sexta-feira que jamais tinha visto o outro logotipo depois que seu colega belga ameaçou entrar com uma ação legal.

A questão de o emblema de Tóquio ser muito parecido ao do Teatro de Liège, na Bélgica, surgiu nas mídias sociais no início desta semana depois que o designer Olivier Debie chamou atenção para o fato, fazendo com que muitos exigissem uma explicação.

Na quinta-feira, Debie disse estar atônito com a semelhança e que a forma das letras é quase idêntica. Ele e o teatro estão consultando advogados, acrescentou. “Depois de ver isso, tive dificuldade de imaginar que os artistas gráficos que trabalharam nele nunca tivessem visto meu logotipo”, afirmou.

Kenjiro Sano, criador do emblema olímpico –uma livre adaptação da letra T que inclui um círculo vermelho espelhando a bandeira japonesa– reagiu dizendo que seu objetivo foi criar um desenho tipicamente japonês.

“Eu não tinha absolutamente nenhum conhecimento prévio do desenho em questão, e certamente não me referi a ele quando criei o meu desenho”, dissse Sano em comunicado.

(Por Elaine Lies)

 
Emblema dos Jogos Tóquio 2020 no prédio do governo metropolitano da capital japonesa. 24/07/2015 REUTERS/Issei Kato