Territórios palestinos se unem em rara partida de futebol

quinta-feira, 6 de agosto de 2015 17:02 BRT
 

Por Nidal al-Mughrabi

GAZA (Reuters) - Palestinos separados há tempos por diferenças geográficas e políticas fizeram uma demonstração rara de união nesta quinta-feira em uma partida de futebol que reuniu times dos dois territórios.

O Al-Ahly, maior equipe da Cisjordânia, ocupada por Israel, viajou para a Faixa de Gaza para uma disputa com o campeão local Shejaia – a primeira visita do tipo desde a irrupção de uma revolta palestina contra Israel em 2000.

O jogo terminou em um empate sem gols, resultado talvez bem-vindo para alguns em meio a esforços para sanar as desavenças da guerra civil de 2007 entre a facção Fatah, do presidente palestino, Mahmoud Abbas, com os islâmicos rivais do Hamas.

“Não importa quem vença, a Palestina vence”, disse Akram Hajjaj, um dos dirigentes do Shejaia.

Abbas e o Hamas formaram um governo de união, mas as divisões permanecem. Na prática o Hamas controla Gaza, onde no ano passado disputou uma guerra com Israel que espalhou devastação em bairros populosos como Shejaia. Apoiado pelos Estados Unidos, Abbas governa na Cisjordânia, coordenando a segurança e conduzindo negociações de paz sempre interrompidas com Israel.

“Hoje representa a unidade da terra, a unidade do povo. Hoje o esporte palestino derrotou o ocupante israelense”, afirmou Abdel-Salem Haniyeh, do Alto Tribunal Palestino para o Esporte.

    Cerca de 7 mil pessoas encheram o estádio Yarmouk, e mais de mil seguranças do Ministério do Interior, comandado pelo Hamas, mantiveram a ordem no enclave costeiro.

 
Policiais palestinos fazem segurança em jogo de futebol na Cidade de Gaza . 6/8/2015.  REUTERS/Suhaib Salem