Treinador recusa-se a recusa a culpar Cech por derrota do Arsenal

domingo, 9 de agosto de 2015 14:13 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O treinador do Arsenal Arsene Wenger recusou-se a apontar o goleiro Petr Cech ou qualquer jogador da equipe como culpado após a decepcionante derrota por 2 x 0 para o West Ham na estreia do Campeonato Inglês neste domingo.

A chegada de Cech após 11 anos de muitas conquistas com o Chelsea foi recebida com muito otimismo pelos torcedores, tida até como a peça que faltava na luta do Arsenal por um título inglês que não vem desde 2004.

Mas o goleiro da seleção tcheca esteve longe de seus melhores dias no Emirates neste domingo. Ele não conseguiu afastar a cobrança de Dimitri Payet que terminou com o gol de cabeça de Cheikhou Kouyate, e foi presa fácil no gol do atacante Mauro Zarate, que marcou de curta distância.

"Eu ainda não falei com ele (Cech)', disse Wenger aos jornalistas. "Eu não consigo enxergar performances individuais convincentes neste dia de hoje, mas também é difícil destacar um atleta negativamente."

"Foi coletivo. Eu sei que se a entrega dos atletas fosse suficiente, nós não estaríamos em apuros antes que a falta (que originou o gol) fosse cobrada."

"Nós temos experiência lá atrás. Se você olhar para a nossa linha de defesa, verá que o mais novo tem 30 anos."

(Por Michael Hann)