Associação de Atletismo suspende 28 atletas após refazer testes de 2005 e 2007

terça-feira, 11 de agosto de 2015 16:41 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Usando uma nova tecnologia para descobrir substâncias não detectadas anteriormente, a Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês) iniciou ações disciplinares contra 28 atletas após refazer testes dos Campeonatos Mundiais de 2005 e 2007 que revelaram 32 resultados de doping adversos.

A associação declarou nesta terça-feira que não pode mencionar os 28 nomes ainda “devido ao processo legal”.

    “A grande maioria dos 28 estão aposentados, alguns são atletas que já foram punidos e muito poucos continuam ativos no esporte”, afirmou a entidade. “A Iaaf os está suspendendo provisoriamente e pode confirmar que nenhum dos atletas em questão irá competir em Pequim”, sede do Campeonato Mundial de Atletismo de 2015.

    Se as violações forem confirmadas, a Iaaf disse que irá corrigir os livros de recordes dos Mundiais de 2005 e 2007 e redistribuir as medalhas, se necessário.

    O evento de 2005 foi realizado em Helsinque, na Finlândia, e o de dois anos mais tarde em Osaka, no Japão. O Mundial deste ano começa na capital chinesa no dia 22 de agosto.

    A Iaaf declarou que as reavaliações começaram em abril, “bem antes das alegações mais recentes feitas contra a Iaaf pela (rede alemã) ARD e (o jornal britânico) The Sunday Times”.

    Os novos exames utilizaram novos procedimentos de teste e o período de 10 anos determinado atualmente segundo o regulamento da Iaaf e do Código Mundial Antidoping.

    “Os mais recentes avanços científicos na tecnologia e na análise antidoping foram empregados na reanálise destas amostras para nos permitir descobrir substâncias antes indetectáveis”, disse Martial Saugy, diretor do Laboratório Suíço para Análises de Doping em Lausanne, em um comunicado.

Desde 2005 as amostras de atletas coletadas em campeonatos anteriores vêm sendo armazenadas no laboratório e foram usadas nas reanálises.

(Por Gene Cherry)