Dunga quer jogadores experientes para disputa das eliminatórias

quinta-feira, 13 de agosto de 2015 16:29 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - De olho nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, o técnico Dunga convocou uma equipe mais experiente para os dois próximos amistosos do Brasil e explicou que, de acordo com um estudo, os times mais vencedores são aqueles com média de idade entre 28 e 30 anos.

Entre os jogadores mais experientes convocados para os jogos de setembro contra Estados Unidos e Costa Rica e que não estiveram na Copa América do Chile estão os meias Kaká, Ramires e Lucas e o atacante Hulk.

“A formação de um time não se faz só com jovens, (mas) com mescla entre experientes e jovens. Agora damos oportunidade a outros jogadores… para que (o time) tenha rendimento temos jogadores com experiência em Copa do Mundo, eliminatórias, que são bem-vindos para se ter uma equipe em crescimento”, disse Dunga em entrevista coletiva nesta quinta-feira, após anunciar a lista de convocados.

Enquanto na Copa América, competição em que o Brasil foi eliminado nas quartas de final, o time tinha, segundo Dunga, dois ou três jogadores com experiência na competição, a ideia agora para as eliminatórias é ter jogadores que já conhecem as dificuldades da competição.

Para Dunga, eliminatória do Mundial é uma competição muito mais dura e difícil. “Temos que pesar isso, a prioridade é a eliminitória”, disse.

O treinador admitiu que a comissão técnica do Brasil fez um estudo global e detectou que os times mais vencedores são os que têm média de idade entre 28 e 30 anos. A única exceção foi o Barcelona.

“Fizemos um estudo e a média de campeões mostra isso. A única que venceu com media abaixo de 26 ou 27 anos foi o Barcelona; os demais de 28 a 30 anos”, acrescentou Dunga.

Nos amistosos e na Copa América, Dunga recorreu muitas vezes a Robinho para exercer o papel de liderança na seleção brasileira, embora o jogador tenha atuado pouco com o treinador. Agora, a missão caberá ao veterano Kaká, de 33 anos, que atua no Orlando City, dos Estados Unidos.

“Kaká é uma referência, importante dentro e fora de campo para seleção”, declarou Dunga.

Em relação à Copa América, a lista de Dunga para os amistosos do mês que vem sofreu várias mudanças e ficaram de fora jogadores como Thiago Silva, Philippe Coutinho, Diego Tardelli, Éverton Ribeiro e outros.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
Dunga concede entrevista em Concepción, no Chile.  26/6/2015.  REUTERS/Carlos Garcia Rawlins