Liberdade condicional de Pistorius pode demorar quatro meses, diz governo sul-africano

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 12:17 BRT
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - O conselho de revisão de liberdade condicional da África do Sul tem até quatro meses para concluir sua decisão sobre se Oscar Pistorius pode ser liberado da prisão, disse o porta-voz do Ministério da Justiça Mthunzi Mhaga à Reuters nesta quinta-feira.

O medalhista de ouro paralímpico Pistorius, de 28 anos, iria ser liberado para a prisão domiciliar na sexta-feira após cumprir 10 meses da sentença de cinco anos por matar sua namorada Reeva Steenkamp.

O ministro da Justiça, Michael Masutha, no entanto, bloqueou na quarta-feira a liberdade porque disse que decisão foi feita sem bases legais.

(Reportagem de Wendell Roelf)

 
Velocista sul-africano Oscar Pistorius é levada para van da penintenciária em Pretoria, depois de ser sentenciado. 21/10/2014 REUTERS/Mike Hutchings