Investigação da Suíça sobre a Fifa enfrenta obstáculos, afirmam fontes

sexta-feira, 21 de agosto de 2015 18:31 BRT
 

LONDRES/NOVA YORK (Reuters) - Uma investigação criminal suíça sobre corrupção na Fifa enfrenta alguns obstáculos, de acordo fontes norte-americanas e europeias familiares com a questão. 

Barreiras para o progresso da apuração incluem níveis reduzidos de colaboração com autoridades dos EUA, que estão conduzindo uma investigação paralela em um estágio muito mais avançado, assim como o reconhecimento de promotores em Berna de que seus poderes, sob as leis suíças, são limitados nesse tipo de caso, disseram as fontes.

A falha comunicação com o outro lado do Atlântico e os limites legais enfrentados pelo inquérito na Suíça podem significar que investigações combinadas não terão um impacto tão amplo quanto alguns críticos da Fifa esperavam. 

Isso pode também tirar alguma pressão sobre a Fifa para que a entidade administradora do futebol mundial promova reformas significativas buscadas por patrocinadores e críticos da organização. 

Durante uma reunião com representantes da Fifa na quinta-feira, grandes patrocinadores pressionaram por tais reformas. Em um comunicado após as discussões, em Zurique, os patrocinadores - incluindo Coca-Cola e AB InBev - disseram ter “reiterado nossas expectativas para reformas robustas”.

Uma porta-voz da promotoria dos EUA no Brooklyn, que está coordenando o caso nos Estados Unidos, não quis comentar. Um porta-voz do gabinete do procurador-geral da Suíça também disse não ter comentários. 

(Por Mark Hosenball e Mica Rosenberg)