Ciência vai prevalecer em meio à polêmica sobre dopings de atletas, diz agência

sexta-feira, 21 de agosto de 2015 18:49 BRT
 

Por Nick Mulvenney

PEQUIM (Reuters) - A ciência vai prevalecer em meio à recente polêmica sobre doping de atletas, na reta final para a realização de campeonatos mundiais, disse o chefe da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), Craig Reedie, nesta sexta-feira. 

A associação internacional de federações de atletismo (Iaaf, na sigla em inglês), tem sofrido uma crise desde que dados de milhares de amostras de sangue foram vazados para duas organizações de mídia neste mês.

Três semanas de mais vazamentos e alegações de que a Iaaf tem sido conivente com atletas que se dopam ofuscaram as expectativas para o grande evento bianual da entidade, que começará em Pequim com uma maratona masculina no fim de semana. 

Foi solicitado à Wada que formasse uma comissão independente para investigar as alegações da emissora alemã ARD e do jornal britânico The Sunday Times de que a Iaaf havia fracassado em apurar centenas de testes “suspeitos” realizados entre 2001 e 2012. 

“Tem sido um pouco uma tempestade de fogo; eu acho que a Agência Mundial Antidoping tem sido bastante clara em sua visão de que as alegações foram baseadas em dados que eram questionáveis a partir de um ponto de vista científico e legal”, disse Reedie à Reuters em uma entrevista. 

“Nossos cientistas e especialistas já começaram a trabalhar em Mônaco e esperamos os resultados dessas investigações com interesse.”

“Gostaria de pensar que as coisas estão se acalmando e espero que estejam. No fim das contas, estou certo de que a ciência vai prevalecer e vamos superar isso”, completou.

 
Presidente da Wada Craig Reedie concede entrevista em Johanesburgo.  15/11/2013.  REUTERS/Stringer