Fórmula 1 lamenta morte de piloto em prova da IndyCar

terça-feira, 25 de agosto de 2015 16:38 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A comunidade da Fórmula 1 lamentou a morte de mais um membro da família nesta terça-feira, quando o piloto britânico Justin Wilson, que tinha muitos amigos nos boxes, morreu em função de ferimentos na cabeça sofridos durante uma prova da IndyCar norte-americana.

O piloto de 37 anos, que correu na Fórmula 1 pela Minardi e pela Jaguar em 2003, foi atingido por destroços depois de bater nas voltas finais da corrida no circuito oval de Pocono Raceway, na Pensilvânia.

"Acordei hoje me sentindo positivo até saber da notícia", disse o compatriota e bicampeão Lewis Hamilton no Instagram. "Estou arrasado de saber sobre mais um falecimento de um grande homem e piloto."

Jenson Button, também britânico e campeão de 2009 que compareceu ao enterro do piloto francês de F1 Jules Bianchi um mês atrás e era amigo de Dan Wheldon, vencedor das 500 Milhas de Indianápolis falecido em 2011, expressou seu choque no Twitter.

"Corri com Justin ainda em 1989, no kart, e lembro que seu sorriso era contagiante, um cara adorável", afirmou o piloto da McLaren.

O sentimento foi ecoado por Romain Grosjean, da Lotus, um dos que carregaram o caixão de Bianchi.

"Muito triste saber que Justin Wilson faleceu. Que notícia terrível e que ano dramático para a categoria. Perdendo campeões demais", declarou.

O bicampeão Fernando Alonso, que como Wilson iniciou sua carreira na F1 na Minardi, disse que a notícia é "difícil de aceitar".

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
Piloto de IndyCar Justin Wilson em Indianapolis, nos Estados Unidos, no ano passado. REUTERS/Brian Spurlock/USA TODAY