3 de Setembro de 2015 / às 16:38 / em 2 anos

Pirelli culpa destroços e desgaste por estouro de pneus no GP da Bélgica

Pneu estourado da Ferrari de Sebastian Vettel em Spa-Francorchamps. 23/08/2015 REUTERS/Michael Kooren

MONZA, Itália (Reuters) - Um “efeito combinado excepcional” de destroços na pista e uso prolongado causaram o estouro dos pneus dos carros de Sebastian Vettel e Nico Rosberg no Grande Prêmio da Bélgica no mês passado, disse a Pirelli, fornecedora da Fórmula 1, nesta quinta-feira.

“Os evento em Spa podem... ser atribuído a fatores externos, ligados ao uso prolongado dos pneus em uma das pistas mais difíceis do campeonato”, afirmou a empresa em comunicado às véspera do Grande Prêmio da Itália.

A Pirelli propôs, juntamente com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), um estudo “para otimizar a maneira como os circuitos são limpos”.

A FIA declarou estar satisfeita com a profundidade da investigação e com as conclusões da Pirelli, e disse estar disposta a estudar quaisquer recomendações adicionais de segurança.

Em separado, os pilotos disseram que as equipes foram aconselhadas a respeito da pressão dos pneus e da inclinação das rodas no circuito italiano de Monza, o mais rápido do calendário, em que os carros alcançam velocidade acima de 360 quilômetros por hora.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below