Inexperiência do United impediu acordo com De Gea, diz presidente do Real

sexta-feira, 4 de setembro de 2015 11:25 BRT
 

MADRI (Reuters) - O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, culpou a “falta de experiência” do Manchester United pelo fracasso na transferência do goleiro David De Gea para o clube da capital espanhola.

O acordo, que incluiria a troca do goleiro costarriquenho Keylor Navas, do Real, para o time inglês, desmoronou de forma surreal porque os documentos já prontos só foram entregues à liga espanhola após o fim do prazo, à meia-noite de segunda-feira.

Real e United culparam um ao outro pela trapalhada e Pérez colocou mais lenha na fogueira no final da quinta-feira, quando insinuou em uma entrevista à rádio espanhola Cadena Ser que a equipe de negociação do clube inglês não estava à altura da tarefa.

“Como (o United) é um time novo, falta experiência a eles”, afirmou Pérez no programa “El Larguero”. “É uma pena. Não quero culpar ninguém, mas não entendemos porque foi preciso tanto tempo para ver os contratos. Não acho que eles (United) tiveram má intenção”.

De Gea, cujo contrato com o United vence no final da temporada, pode ficar no limbo pelo menos até o fim do ano, quando o mercado voltará a ser aberto.

Pérez afirmou ser cedo demais para dizer se De Gea ainda pode ir para o Real, onde é visto como substituto de longo prazo para o ex-capitão Iker Casillas, que se uniu ao Porto em julho.

(Por Iain Rogers)

 
David De Gea durante treino da seleção espanhola em Las Rozas, próximo a Madri.  02/09/2015   REUTERS/Susana Vera