Hulk marca em volta à seleção e garante 1 x 0 contra Costa Rica

sábado, 5 de setembro de 2015 19:19 BRT
 

(Reuters) - Hulk marcou um gol em seu retorno à seleção brasileira após mais de um ano e garantiu a vitória da equipe por 1 x 0 em amistoso neste sábado contra a Costa Rica, em partida que o técnico Dunga testou o time sem Neymar para o início das eliminatórias para a Copa do Mundo.

O atacante do Zenit, que havia jogado pela última vez pela seleção no Mundial do ano passado em casa, foi o escolhido para substituir Neymar, que ficou de fora do time titular por estar suspenso para o início da competição classificatória para a Copa da Rússia.

O camisa 10 do Brasil entrou em campo apenas nos minutos finais contra a Costa Rica, assim como o companheiro de equipe no Barcelona Rafinha, estreante na seleção principal.

O gol do jogo amistoso disputado em Nova Jersey, nos Estados Unidos, saiu logo aos 9 minutos, numa jogada em que o Hulk fez valer sua força física. Ele roubou a bola de um zagueiro e tocou na saída do goleiro Pemberton.

Além de Hulk, Dunga também escalou como novidade entre os titulares o goleiro Marcelo Grohe e o meio-campista Lucas Lima, outro que fez sua estreia pela seleção brasileira num momento de renovação visando a próxima Copa.

No segundo tempo, Dunga realizou uma série de mudanças e colocou em campo o meia Kaká, promovendo o retorno ao time do experiente meia-atacante, que atualmente joga em um clube do futebol norte-americano.

A Costa Rica chegou a marcar um gol que empataria a partida na etapa final, mas a arbitragem cancelou a jogada convertida por Bryan Ruiz, marcando impedimento.

Em contrapartida, o Brasil também teve um gol mal anulado, anotado por Douglas Costa.

O jogo contra os costarriquenhos marcou um ano de trabalho nessa segunda passagem do técnico Dunga à frente da seleção, com 13 vitórias em 15 jogos. No entanto, o time foi eliminado nas quartas de final da Copa América do Chile.

A seleção voltará a campo na terça-feira para mais um amistoso, dessa vez contra os Estados Unidos, em Massachussets.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)