Ex-tenista Blake diz que policial de Nova York deveria ser demitido por abuso de poder

sábado, 12 de setembro de 2015 17:00 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O ex-tenista profissional James Blake disse neste sábado que o policial disfarçado que o derrubou no chão no lado de fora de um hotel de Manhattan, pois foi equivocadamente identificado, não merecia usar o uniforme do departamento, e disse à CNN que deveria ser demitido.

Blake, que chegou a ser número 4 do ranking e se aposentou dois anos trás, disse que inicialmente pensou que era alguém correndo para lhe dar um abraço ou "algo positivo", enquanto ele esperava sozinho pelo carro para levá-lo ao Aberto dos Estados Unidos para participações corporativas.

Mas o americano de 35 anos disse que o policial não deu nenhum aviso ou se identificou antes de derrubá-lo, jogando-o ao chão, e então o algemando.

Blake é negro, e o policial da Nova York, James Frascatore, é branco. O incidente reviveu o debate sobre uso excesso de força pela polícia que assolou o país depois de uma série de assassinatos de homens negros desarmados.

"Um policial recebe vários direitos e um certo poder, e abusar disso é simplesmente errado", disse Blake à CNN.

"Se você tem alguém por aí que tem esse senso de justiça, eles estão manchando a imagem, e não merecem estar na mesma frase que os heróis do departamento de polícia de Nova York, e não merecem usar a insígnia", disse Blake.

"Eu acho que ele deveria perder o emprego por causa disso, porque não acho que seja o emprego correto para ele".

Blake disse que não acha que o incidente ocorreu por racismo, mas por uso excessivo de força pela polícia.