EUA acreditam em extradição de suspeitos em investigação no futebol

segunda-feira, 14 de setembro de 2015 13:30 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - Autoridades norte-americanas estão otimistas de que indivíduos acusados em uma investigação de corrupção no mundo do futebol serão extraditados para os Estados Unidos, disse a procuradora-geral norte-americana, Loretta Lynch, nesta segunda-feira.

"Continuamos esperançosos de que conseguiremos trazer aos EUA todos os acusados em maio", disse Loretta durante entrevista coletiva em Zurique.

Em maio, os EUA acusaram nove dirigentes esportivos, incluindo o ex-presidente da CBF José Maria Marin, e cinco executivos de marketing esportivo por subornos, lavagem de dinheiro e fraude, em um suposto esquema multimilionário de propina ao longo dos últimos 24 anos.

Até o momento, somente três dos acusados foram às cortes norte-americanas, disse a procuradora.

(Reportagem de Joshua Franklin, Mark Hosenball e Brian Homewood)

 
Procurador-geral da Suíça, Michael Lauber, e procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, em entrevista coletiva em Zurique. 14/09/2015 REUTERS/Ruben Sprich