20 de Setembro de 2015 / às 17:38 / 2 anos atrás

Com estilo, Murray leva Reino Unido à final da Copa Davis

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido chegou à final da Copa Davis pela primeira vez em 37 anos neste domingo, com Andy Murray muito superior ao australiano Bernard Tomic, derrotando o rival em sets diretos para conferir aos britânicos o placar de 3 a 1 na série.

Número três do mundo, Murray havia jogado ao lado do irmão Jamie e vencido um emocionante duelo de cinco sets nas duplas contra Lleyton Hewitt e Sam Groth no sábado, fazendo com que os dono da casa precisassem apenas de uma vitória neste domingo de jogos de simples.

O tenista de 28 anos, que se tornara em 2013 o primeiro britânico a vencer Wimbledon em 77 anos, cumpriu a tarefa e anotou o terceiro ponto no confronto, vencendo um cada vez mais abatido Bernard Tomic por 7-5, 6-3 e 6-2 para ser ovacionado pelo público que lotou a quadra em Glasgow.

Com a vitória, Murray ampliou sua marca na Davis para 25 vitórias e apenas duas derrotas --o principal motivo pelo qual o Reino Unido emergiu das profundezas da competição em 2010 para ficar a apenas uma vitória de seu primeiro título na Davis desde 1936.

“Obviamente ganhar pelo seu país e pelos seus companheiros de time significa muito. O público aqui foi inacreditável da primeira bola à última”, disse Murray à BBC.

“Eu não me senti muito bem durante todo o fim de semana, para ser honesto. Tive dificuldades com minhas costas, mas tentei disfarçar as dores. Nós tínhamos todos aqui por perto, pai, mãe, esposa, vó, sogra, tias e tios.”

“Obviamente eu estou muito feliz de passar de fase, nós sabíamos que seria difícil, a Austrália tem muita experiência, mas lutamos muito durante todo o fim de semana.”

O único momento de perigo que Murray viveu neste domingo foi no primeiro set, quando Tomic elevou seu nível de jogo por um breve período, quebrando o saque em 2-5 e empatando o set em 5-5.

No entanto, o australiano número 23 do mundo vacilou, viu o britânico abrir 0-40 quando Tomic sacava em 5-6 e, apesar de salvar dois set points, não resistiu a uma deixadinha de Murray e perdeu o set.

Depois disso, o resultado da partida virou mera formalidade, já que Murray, mesmo visivelmente cansado, foi capaz de dominar o jogo, levando o Reino Unido a uma final contra Bélgica ou Argentina.

A semifinal entre os dois países está empatada em 2 a 2 em Bruxelas. Caso a Bélgica passe, jogará em casa contra os britânicos. Já em caso de vitória da Argentina, o Reino Unido tem a vantagem de decidir em casa.

Por Martyn Herman

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below