20 de Setembro de 2015 / às 21:09 / em 2 anos

Bélgica volta à final da Copa Davis após 111 anos

(Reuters) - Steve Darcis completou a emocionante virada que colocou a Bélgica em sua primeira final de Copa Davis em mais de 100 anos neste domingo, ao vencer o quinto e decisivo confronto da série contra a Argentina.

Os donos da casa chegaram neste domingo perdendo por 2 a 1 na disputa, mas o número 15 do mundo David Goffin passou fácil por Diego Schwartzman com parciais de 6-3 6-2 e 6-1 para empatar a série e Darcis, apoiado pela torcida presente no Forest National, superou Federico Delbonis por três sets a um, parciais de 6-4 2-6 7-5 e 7-6(3), e classificou seu país para a final.

Darcis chegou a desperdiçar dois match points quando tinha 5-4 a favor no quarto set, mas depois de abrir vantagem no tiebreak ele fechou a partida com um smash para comemorar sendo cercado pelos companheiros de time que correram em sua direção, extasiados.

A Bélgica, que nunca venceu a competição entre países do tênis, terá a vantagem de jogar em casa contra a Grã Bretanha de Andy Murray, que se classificou para a final pela primeira vez em 37 anos após bater a Austrália.

A vitória dos belgas parecia em dúvida no sábado, quando a Argentina venceu a partida de duplas e abriu vantagem de 2 a 1 na série. No entanto, a não participação do número um argentino Leonardo Mayer, poupado neste domingo contra Goffin, deu outra cara para o confronto.

Mayer, número 39 do mundo, jogou cerca de oito horas seguidas na sexta e no sábado, e o capitão da equipe visitante Daniel Orsanic optou por poupá-lo, escalando em seu lugar o número 68 do ranking Schwartzman.

Goffin descreveu seu desempenho como “perfeito”, antes de dar lugar em quadra a Darcis, mais conhecido por ter vencido Rafa Nadal em Wimbledon 2013, que seria incumbido de encerrar a série contra um tenista situado apenas uma colocação atrás da sua no ranking.

Darcis venceu fácil o primeiro set, mas Delbonis dominou o seguinte, enquanto seu adversário parecia ficar cada vez mais fatigado.

O momento chave do jogo foi aos 5-5 no terceiro set, quando Delbonis perdeu o serviço e Darcis então converteu seu primeiro set point.

A quarta parcial teve uma chuva de saques quebrados (dois a favor de Darcis), e o belga chegou a sacar em 5-4 e ter dois match points, que Delbonis salvou, devolveu a quebrar e levou para o tiebreak.

Com os torcedores gritando seu nome, Darcis então jogou maravilhosamente bem para abrir 5-1 e depois 6-2, e embora Delbonis tenha conseguido salvar um match point, Darcis não se fez de rogado e fechou a partida.

Na única final que a Bélgica disputou, em 1904, o placar foi 5 a 0 para a Grã Bretanha, adversária da final de 2015.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below