Brasil bate Venezuela com 2 gols de Willian e se recupera nas eliminatórias

quarta-feira, 14 de outubro de 2015 00:03 BRT
 

(Reuters) - Ainda sem o suspenso Neymar, a seleção brasileira teve em Willian seu grande nome e venceu a Venezuela por 3 x 1 com dois gols do meia do Chelsea, na noite desta terça-feira, se recuperando da derrota para o Chile e somando os três primeiros pontos nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

Em partida realizada no Castelão, em Fortaleza, com muitas cadeiras vazias, o time do técnico Dunga entrou em campo com quatro mudanças em relação à equipe derrotada pela seleção chilena por 2 x 0 em sua estreia no torneio, em Santiago, na semana passada, e as mudanças melhoraram a equipe.

Por opção do treinador, Alisson entrou na vaga de Jefferson no gol, Filipe Luís substituiu Marcelo na lateral-esquerda e Ricardo Oliveira entrou na vaga de Hulk no ataque, enquanto Marquinhos substituiu David Luiz, cortado por lesão, na zaga. Ricardo Oliveira aproveitou bem a oportunidade e marcou o terceiro gol do Brasil no jogo.

Willian, destaque do Brasil nas duas partidas, abriu o placar para a seleção brasileira logo aos 36 segundos de jogo, invadindo a área pela direita e batendo cruzado com força, ainda contando com falha do goleiro venezuelano Baroja para ver a bola entrar.

O meia do Chelsea ampliou a vantagem aos 41 da etapa inicial, numa jogada em que Oscar teve participação decisiva ao fazer um bonito corta-luz que deixou o companheiro livre para marcar.

O gol venezuelano saiu aos 19 minutos do segundo tempo, com Christin Santos completando para o fundo da rede após cobrança de escanteio em que a defesa brasileira não conseguiu cortar. Após alguns minutos de apreensão, no entanto, Ricardo Oliveira marcou um gol de cabeça, aos 28 minutos, que devolveu à tranquilidade ao torcedor brasileiro.

Com o resultado, o Brasil encerra as duas primeiras das 18 rodadas das eliminatórias para o Mundial de 2018 com três pontos, provisoriamente em quinto lugar. Uruguai e Equador lideravam com seis pontos. O Chile também poderia chegar aos seis pontos se vencesse o Peru na última partida da rodada.

O Brasil voltará a campo em 12 de novembro para enfrentar a arquirrival Argentina, fora de casa, em partida que marcará o retorno do capitão Neymar ao time após cumprir suspensão de quatro jogos por cartão vermelho recebido na Copa América do Chile. Os argentinos estarão pressionados após terem somado apenas um ponto nos dois primeiros jogos das eliminatórias (derrota para o Equador e empate com o Paraguai).

Cinco dias depois, o Brasil jogará novamente em casa, em Salvador, contra o Peru. A convocação dos jogadores pelo técnico Dunga para os próximos jogos será em 22 de outubro.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro; edição de Tatiana Ramil)

((tatiana.ramil@thomsonreuters.com; 5511 56447765; Reuters Messaging: tatiana.ramil.thomsonreuters.com@reuters.net))

 
Willian comemora gol do Brasil com Elias em Fortaleza.  13/10/2015.   REUTERS/Paulo Whitaker