Banco suíço Julius Baer diz que reportagens sobre envolvimento com Fifa estão erradas

quinta-feira, 15 de outubro de 2015 08:33 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - O banco suíço Julius Baer informou nesta quinta-feira que reportagens na mídia sobre envolvimento da instituição com a Fifa estão incorretas.

O banco fez a declaração em resposta a um resumo, divulgado na quarta-feira, de uma reportagem desta quinta do jornal Handelszeitung, que serviu como base para uma série de notícias em diferentes veículos de comunicação.

"Esta informação preliminar, que contém declarações erradas, foi parcialmente corrigida pelo Handelszeitung para a edição impressa de hoje", informou o banco em comunicado.

"No entanto, o jornal não enviou a versão corrigida para a mídia, o que resultou nas reportagens erradas de hoje em diversos jornais", informou o banco, acrescentando que cai usar "todos os meios disponíveis para defender os interesses contra declarações prejudiciais que não possuem qualquer fundamento".

Não foi especificado sobre quais partes da reportagem do Handelszeitung o banco se referia. O jornal não possuía comentários de imediato sobre o comunicado do banco.

O Julius Baer é o mesmo banco em que, segundo reportagens da mídia brasileira, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), teria contas não declaradas que estão sendo investigadas no âmbito da operação Lava Jato. [nL1N12A00J]

(Reportagem de Michael Shields)

 
Logo do banco suíço Julius Baer visto em prédio da companhia em Lausanne, na Suíça.   14/11/2014   REUTERS/Denis Balibouse