Príncipe Ali envia formalmente candidatura à presidência da Fifa

quinta-feira, 15 de outubro de 2015 08:34 BRT
 

(Reuters) - O príncipe Ali Bin Al Hussein, da Jordânia, enviou formalmente sua candidatura à presidência da Fifa nesta quinta-feira, prometendo restaurar a reputação da organização, afetada por uma série de escândalos recentes.

A eleição para substituir o presidente Joseph Blatter está atualmente programada para 26 de fevereiro, mas a Fifa está cogitando adiá-la. O comitê executivo da entidade vai realizar um encontro emergencial no domingo, na sede da Fifa, em Zurique, para debater o tema.

Blatter e o presidente da Uefa, Michel Platini, que também espera concorrer ao comando da Fifa, foram suspensos pelo Comitê de Ética da Fifa na semana passada. A federação internacional de futebol está envolvida em casos de corrupção e enfrenta investigações criminais na Suíça e Estados Unidos.

"Este momento de crise na Fifa é uma oportunidade para mudanças positivas", disse o príncipe Ali em comunicado. "Muitas ideias boas surgiram na atual discussão sobre o futuro da Fifa".

"Estou confiante que a Fifa pode superar este período de dificuldade com sua reputação restaurada e se tornar uma organização mais uma vez vista com respeito", acrescentou.

Um pagamento em 2011 de dois milhões de francos suíços (2,1 milhões de dólares) da Fifa para Platini é parte de uma investigação criminal suíça sobre Blatter, de acordo com autoridades judiciárias suíças.

O ex-jogador brasileiro Zico também está entre os interessados em se tornar presidente da Fifa.

(Por Sudipto Ganguly)

 
Príncipe Ali Bin Al Hussein durante discurso na Jordânia.   09/09/2015   REUTERS/Muhammad Hamed