Uefa pede solução rápida de caso Platini para evitar adiamento de eleição da Fifa

quinta-feira, 15 de outubro de 2015 15:20 BRT
 

NYON, Suíça (Reuters) - A Uefa pediu nesta quinta-feira uma decisão rápida para o caso de seu presidente atualmente suspenso, Michel Platini, e disse que a eleição presidencial da Fifa deve acontecer em fevereiro do ano que vem, como originalmente planejado.

“Pedimos com insistência a todas às instâncias do processo atual... que trabalhem muito rapidamente para fazer com que haja uma decisão final sobre os méritos do caso até, no mais tardar, meados de novembro de 2015”, declarou a entidade que administra o futebol europeu em um comunicado.

a semana passada, Platini e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, foram afastados por 90 dias pelo Comitê de Ética da Fifa enquanto se aguarda a finalização do inquérito sobre as atividades dos dois dirigentes, no caso mais recente do escândalo que atingiu a Fifa e o futebol internacional.

Platini é candidato à votação marcada para 26 de fevereiro, embora o afastamento possa prejudicar seriamente suas chances de passar pelo teste de integridade, que é parte do processo eleitoral.

“Michel Platini é candidato à presidência da Fifa”, disse Gianni Infantino, secretário-geral da Uefa. “O Congresso da Fifa, que está agendado para acontecer em 26 de fevereiro, tem que acontecer nessa data, não deveria ser adiado”.

“Se vai aparecer mais alguém (como candidato), se vai aparecer outro europeu, é cedo demais para dizer. Foi discutido e não se tomou nenhuma decisão”.

(Por Brian Homewood e Simon Evans)

 
Presidente da Uefa, Michel Platini. 28/08/2015  REUTERS/Eric Gaillard