Comissão de ética da Fifa deve nomear indivíduos sob investigação

terça-feira, 20 de outubro de 2015 15:03 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - O comitê de ética independente da Fifa deve nomear na quarta-feira os indivíduos ligados à entidade que estão sob investigação, aumentando os problemas para uma organização já abalada por um escândalo de corrupção.

O comitê executivo da Fifa concordou em alterar as regras que restringiam o investigador de ética Cornel Borbely e o juiz de ética Hans-Joachim Eckert a apenas dar informações sobre os casos em que autoridades foram punidas.

A partir de agora, eles poderão citar também aqueles que estiverem sob investigação, e fontes próximas ao comitê de ética já disseram à Reuters que há "muitos" mais casos sendo conduzidos.

A entidade que controla o futebol mundial tem sido assolada por uma série de escândalos de corrupção nos últimos anos e algumas autoridades foram punidas pelo comitê de ética ou renunciaram durante a investigação.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, que vai deixar o cargo em fevereiro, e o presidente Uefa, Michel Platini, o favorito para substituí-lo, foram suspensos por 90 dias pelo comitê de ética no início deste mês, à medida que a turbulência se aprofunda.

"No futuro, será possível confirmar a abertura de um processo contra os principais representantes do futebol mundial", disse o comitê de ética em comunicado. O órgão afirmou ainda que vai anunciar processos pendentes contra indivíduos na quarta-feira, depois que as partes relevantes forem notificadas.

(Reportagem de John Miller)

 
Jornalistas refletidos no logo da Fifa do lado de fora da sede da entidade, em Zurique. 20/10/2015    REUTERS/Arnd Wiegmann