Sexwale anuncia intenção de se candidatar à presidência da Fifa

sábado, 24 de outubro de 2015 17:54 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O empresário sul-africano e ex-preso político Tokyo Sexwale pretende candidatar-se à presidência da Fifa, disse um porta-voz neste sábado.

Sexwale, que confirmou sua candidatura dois dias antes do prazo final para as inscrições, é o quinto candidato a declarar a intenção de concorrer à sucessão do presidente Joseph Blatter na eleição de 26 de fevereiro.

"Ele é o candidato da África do Sul e esperamos que seja o candidato de toda a África", disse o porta-voz Peter Paul Ngwenya à Reuters.

A Federação de Futebol da África do Sul (SAFA) disse no Twitter que apoia totalmente a candidatura de Sexwale.

O príncipe Ali Bin Al Hussein, da Jordânia, o ex-meia de Trinidad e Tobago, David Nakhid, o ex-funcionário da Fifa, Jérôme Champagne, e Michel Platini, presidente da Uefa, também disseram que enviaram suas nomeações.

As chances de Platini são pequenas porque ele atualmente está suspenso, assim como o suíço Blatter, por causa de uma investigação do comitê de ética da Fifa sobre um pagamento de 2 milhões francos suíços (8 milhões de reais) da entidade do futebol mundial ao ex-meia da França, em 2011.

As suspensões de Blatter e Platini no começo do mês foram as últimas reviravoltas da pior crise da história da Fifa em 111 anos.

As autoridades suíças também investigam as decisões de sediar as Copas do Mundo de 2018 e 2022 na Rússia e no Catar, respectivamente, enquanto o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou 14 autoridades do futebol e executivos de marketing esportivo acusados de corrupção.