Biden se desculpa por ‘lapso’ em encontro com autoridades olímpicas

sexta-feira, 30 de outubro de 2015 15:12 BRST
 

Por Simon Evans

WASHINGTON (Reuters) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se desculpou com autoridades olímpicas nesta sexta-feira por um “lapso”: nenhuma autoridade de primeiro escalão do governo compareceu a uma reunião de dirigentes esportivos de todo o mundo em

Washington.

A Associação de Comitês Olímpicos Nacionais (Anoc, na sigla em inglês), que representa 206 entidades, está na capital norte-americana desde terça-feira, e sua assembleia-geral foi iniciada na quinta-feira seguida de uma cerimônia de premiações.

Os EUA não sediavam uma cúpula da Anoc há 21 anos. Nestes eventos, o protocolo costuma exigir que uma autoridade governamental de alto escalão do país-sede discurse na sessão de abertura.

Como a cidade de Los Angeles é candidata à Olimpíada de 2024, os esforços feitos por sedes em potencial são observados com atenção pelos dirigentes esportivos.

A programação da assembleia foi interrompida pelo presidente da Anoc, o xeique Ahmad Al-Fahad Al-Sabah, uma das figuras mais poderosas do esporte internacional, para apresentar Biden.

“Meu grande amigo, o prefeito Garcetti de Los Angeles, estava tomando café da manhã comigo outro dia e disse ‘sabe, acho que houve um lapso, ninguém do governo veio aqui dar as boas-vindas a esta distinta delegação de líderes de todo o mundo’”, disse Biden à assembleia.

“Ele tem razão, foi um lapso e peço desculpas por isso. Sou um pobre substituto, mas estou encantado por estar aqui”, declarou ele, aparentemente se referindo ao presidente dos EUA, Barack Obama.

 
Biden caminha após anúncio na Casa Branca.  21/10/2015. REUTERS/Carlos Barria