França investiga corrupção na federação internacional de atletismo

quarta-feira, 4 de novembro de 2015 11:03 BRST
 

PARIS (Reuters) - A procuradoria financeira da França confirmou nesta quarta-feira que o ex-chefe da federação internacional de atletismo foi colocado sob investigação formal, como parte de um inquérito sobre suposta corrupção.

Em comunicado enviado à Reuters, o escritório do procurador informou que magistrados colocaram Lamine Diack, de 82 anos e ex-presidente da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF), sob inquérito formal, junto com seu assessor legal Habib Cisse.

Um médico no comando de assuntos antidoping na IAAF foi levado sob custódia como parte do inquérito, que foi iniciado a partir de uma reclamação da agência mundial antidoping, de acordo com o comunicado.

A IAAF informou que está "cooperando totalmente" com a investigação francesa ligada às regras anti-doping.

(Reportagem de Chine Labbe)

 
Ex-presidente da Associação Internacional de Federações de Atletismo Lamine Diack durante cerimônia em Pequim.   22/08/2015    REUTERS/Damir Sagolj