Chefe de atletismo russo diz que enviou relatório sobre doping à Iaaf

quinta-feira, 12 de novembro de 2015 18:27 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - O chefe da Federação de Atletismo da Rússia disse nesta quinta-feira que enviou à entidade que comanda o esporte um relatório respondendo às acusações de doping feitas pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

Uma comissão da Wada alegou na segunda-feira corrupção generalizada e conluio de autoridades russas, incluindo os serviços de segurança do Estado, para encobrir os resultados dos testes de doping, destruir amostras e intimidar os funcionários de laboratório. Dirigentes do atletismo tinham dado à Rússia até o final desta semana para responder.

No início da semana, o porta-voz do Kremlin disse que as acusações eram infundadas e o Ministério dos Esportes da Rússia afirmou que a sua política antidoping cumpria rigorosamente as normas da Wada.

No entanto, Vadim Zelichenok, chefe da Federação de Atletismo da Rússia (VFLA), disse que sua entidade concordou com algumas das observações feitas pela Wada.

"Acabamos de enviar o nosso relatório para a Iaaf", disse ele à agência de notícias Tass.

Ele se recusou a dar detalhes, mas afirmou à Tass em uma entrevista: "Em nosso relatório para a Iaaf, nós concordamos com algumas posições tomadas pela Wada. No entanto, explicamos que todas essas irregularidades aconteceram sob a antiga liderança da VFLA e ocorreram há algum tempo."

A Wada disse que o laboratório credenciado em Moscou destruiu 1.417 amostras pouco antes de uma inspeção.

O laboratório parou de funcionar na terça-feira após a Wada suspender seu credenciamento.

A Wada recomendou que a Federação de Atletismo da Rússia seja banida do esporte por causa de suas práticas generalizadas de doping, uma medida que pode causar a exclusão da equipe russa de atlestismo da Olimpíada do Rio de Janeiro no ano que vem.

(Por Lidia Kelly e Dmitriy Rogovitskiy)

 
Zelichenok em entrevista em Moscou. 10/11/2015 REUTERS/Maxim Shemetov