Rosberg supera Hamilton e é o mais rápido no treino livre em Interlagos

sexta-feira, 13 de novembro de 2015 17:22 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Nico Rosberg virou o jogo sobre o companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, e fez a volta mais rápida no treino livre desta sexta-feira, em Interlagos, para o Grande Prêmio do Brasil.

Após o tricampeão mundial Hamilton ditar o ritmo de manhã com uma volta mais de meio segundo mais rápida que o alemão, Rosberg terminou a tarde 0,458 mais rápido do que o britânico com uma volta de 1min12s385, com pneus macios.

Sebastian Vettel, da Ferrari, foi o terceiro mais rápido em ambas as sessões.

Fernando Alonso levou bandeiras vermelhas ao circuito no início do treino da tarde, quando seu McLaren parou na pista com fumaça saindo do motor.

Hamilton, que adiou sua chegada ao Brasil em um dia devido a uma febre e depois um acidente de carro em Mônaco nas primeiras horas de terça-feira, nunca triunfou no Brasil em oito tentativas, enquanto Rosberg ganhou no ano passado.

O piloto da Red Bull Daniel Ricciardo, utilizando a mais recente especificação do motor Renault, foi quarto e quinto, respectivamente nas sessões.

Entre os brasileiros, Felipe Nasr, da Sauber, ficou em 14º e 13º nas sessões, e Felipe Massa, da Williams, foi o 17º no treino da manhã e o 10º à tarde.

Com os títulos de pilotos e construtores já decididos, depois que Hamilton conquistou o título no Texas no mês passado, as equipes usaram a sessão da manhã para trabalhar em desenvolvimentos para a próxima temporada com sensores aerodinâmicos proeminentes nos carros.

A volta de Hamilton à pista aconteceu um dia após notícias na imprensa sobre seu estilo de vida festeiro, que o britânico de 30 anos reconheceu.

"Foi resultado de muita festa e de não muito descanso por uma semana e meia", disse o britânico a repórteres sobre o adiamento em uma dia da viagem ao Brasil.

(Reportagem de Alan Baldwin, em Londres)

 
O piloto de Fórmula 1 da Mercedes, o alemão Nico Rosberg, durante treinos livres em Interlagos, São Paulo, nesta sexta-feira. 13/11/2015 REUTERS/Nacho Doce