Maradona passa por cirurgia gástrica na Venezuela mas está bem, dizem médicos

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 11:48 BRST
 

Por Lenin Danieri

MARACAIBO, Venezuela (Reuters) - O ex-jogador argentino Diego Maradona passou por uma cirurgia gástrica na cidade de Maracaibo, no oeste da Venezuela, no fim de semana, e está se recuperando bem, informaram médicos no domingo.

O campeão mundial, de 55 anos, fez uma operação semelhante cerca de uma década atrás e vem lutando com problemas de saúde desde seu auge esportivo nos anos 1980.

“Ele está caminhando e com bom astral”, disse a repórteres Carlos Felipe Chaux, um dos cirurgiões responsáveis pelo procedimento, em um hotel de Maracaibo. Maradona irá permanecer na Venezuela pelo menos por mais 12 dias para se restabelecer, acrescentou.

Sofrendo com escassez de remédios e de equipamentos cirúrgicos, a Venezuela pode parecer uma escolha estranha para a operação, mas o craque aposentado é próximo do governo socialista venezuelano há tempos.

Maradona capitaneou a seleção da Argentina na conquista da Copa do Mundo de 1986, mas menos de uma década mais tarde foi excluído do Mundial dos Estados Unidos por doping.

O vício em drogas, a alimentação excessiva e o alcoolismo encerraram bruscamente uma carreira gloriosa, e ele quase morreu em 2000 após uma overdose de cocaína.

Mesmo assim, em 2010 Maradona foi treinador da seleção de seu país na Copa do Mundo da África do Sul.

(Reportagem adicional de Carlos Rawlins, Corina Pons e Liamar Ramos, em Caracas, e Hugh Bronstein, em Buenos Aires)

 
Diego Maradona durante partida entre Boca Juniors e Quilmes, em Buenos Aires. 18/07/2015     REUTERS/Marcos Brindicci