Levantadores de peso da Bulgária são banidos da Olimpíada por doping generalizado

sexta-feira, 20 de novembro de 2015 13:50 BRST
 

BERLIM (Reuters) - Levantadores de peso da Bulgária não participarão dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, depois do órgão regulador do esporte ter banido os atletas do país na sequência de um elevado número de casos de doping, afirmou nesta sexta-feira.

"Devido à política especial anti-doping para o Rio 2016, o Conselho Executivo confirmou que a Bulgária não é elegível para participar dos próximos Jogos Olímpicos", disse a Federação Internacional de Halterofilismo.

Em março, oito levantadores do sexo masculino, incluindo três campeões europeus, e três atletas do sexo feminino apresentaram resultados positivos no teste para o esteroide anabolizante estanozolol, que é banido, em um campo de treinamento para os campeonatos europeus em Tbilisi, na Geórgia.

O ex-campeão europeu Demir Demirev, os campeões europeus de 2014 Ivan Markov e Ivaylo Filev, e a levantadora de peso Milka Maneva também foram banidos por práticas semelhantes.

O halterofilismo búlgaro tem sofrido constrangimento devido os casos de doping, sendo que a entidade nacional do esporte perdeu temporariamente sua licença em 2009. Um ano antes, halterofilistas búlgaros perderam o maior evento em seu calendário esportivo depois de o país ter retirado sua equipe antes das Olimpíadas de 2008 em Pequim, após 11 membros terem falhado no teste de doping.

A reputação da Bulgária também foi manchada nos Jogos Olímpicos de 2000 em Sydney, onde a equipe perdeu três medalhas de ouro e foi enviada para casa por testes de drogas positivos.

(Por Karolos Grohmann)