Fifa quer suspensão vitalícia de Platini, dizem advogados

terça-feira, 24 de novembro de 2015 14:03 BRST
 

(Reuters) - Michel Platini, que pretende comandar a Fifa e salvar a entidade mundial do futebol do pior escândalo de corrupção de sua história, pode ser afastado para sempre do esporte por causa do dinheiro que recebeu do presidente atualmente suspenso da entidade, Joseph Blatter, disse o porta-voz do advogado do ex-jogador francês nesta terça-feira.

Platini, presidente da Uefa, era o principal aspirante a substituir Blatter no congresso especial da Fifa, marcado para fevereiro em Zurique, até ser envolvido em uma acusação de corrupção ainda maior, que diz respeito a um pagamento de 1,97 milhão de dólares que recebeu da Fifa em 2011.

    Um consultor de mídia que representa o advogado de Platini, Thibaud d'Ales, confirmou reportagem do jornal esportivo francês L'Équipe.

"A senhorita (Vanessa) Allard é a investigadora-chefe do comitê de ética da Fifa. Posso confirmar que ela está propondo ao comitê de ética uma suspensão vitalícia", disse o consultor à Reuters.

O porta-voz da câmara de investigação do comitê de ética afirmou que a entidade não vai comentar o caso.

    Formalmente Platini não é candidato, já que está suspenso por 90 dias, mas afirmou estar determinado a reverter as alegações que recaem contra ele para estar apto a concorrer à eleição.

O escândalo na Fifa veio à tona em maio, quando 14 dirigentes, incluindo dois ex-vice-presidentes, foram indiciados nos Estados Unidos por corrupção. A polícia da Suíça, sede da Fifa, também iniciou investigações que implicaram

Blatter --que, como Platini, nega qualquer delito.

      (Por Brian Love)

 
Platini, em Monte Carlo 28/8/ 2015 REUTERS/Eric Gaillard