COI diz que "não poderia estar mais feliz" com progresso de Tóquio para 2020

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 16:55 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) disse nesta sexta-feira que as preparações de Tóquio para os Jogos de 2020 não poderiam estar melhores, apesar da denúncia de plágio do logo e de atrasos na construção do estádio principal.

Os incidentes mancharam a imagem do Japão como um lugar que consegue realizar tudo sem problemas, uma reputação que ajudou o país a ganhar o direito se sediar a Olimpíada na disputa contra Madri e Istambul, em 2013.

Mas o vice-presidente do COI, John Coates, disse durante entrevista coletiva após a quinta análise do órgão sobre os preparativos de Tóquio que tudo está indo bem.

"Para um cidade que irá receber os Jogos daqui a quatro anos, não acho que vimos uma cidade melhor preparada", disse. "Faltando quatro anos, não poderíamos estar mais felizes".

O Japão selecionou em dezembro um novo projeto para o estádio olímpico para substituir os planos originais abandonados no ano passado devido à crescente indignação pública sobre os gastos com o local. A decisão foi criticada por dirigentes do rúgbi internacional, já que a arena estava programada para receber as principais partidas da Copa do Mundo de Rúgbi em 2019.

Coates disse que as obras de 1,3 bilhão de dólares do estádio irão começar em novembro deste ano e terminarão em novembro de 2019, que permite que os eventos-teste sejam realizados antes do começo da Olimpíada.

(Reportagem de Elaine Lies)

 
Vice-presidente do COI, John Coates, durante evento em Tóquio.   01/07/2015     REUTERS/Thomas Peter/Files