Candidatos à Fifa viajam para o Catar; um deles diz que é ‘hora das alianças'

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 21:14 BRST
 

Por Simon Evans

MIAMI (Reuters) - Quatro candidatos a presidente da Fifa estão indo para o Catar para reuniões no sábado, com um deles, o sul-africano Tokyo Sexwale, dizendo que “a hora das alianças está chegando”.

O desdobramento indica que a barganha eleitoral poderia estar prestes a começar na disputa para substituir Joseph Blatter como presidente da organização que comanda o futebol mundial.

Porta-vozes dos líderes da corrida eleitoral, o xeque Salman Bin Ebrahim Al Khalifa e Gianni Infantino, além de Sexwale, confirmaram à Reuters que eles estarão em Doha para um jogo no sábado e para se encontrar com associações asiáticas.

Um porta-voz do príncipe jordaniano Ali Bin Al Hussein, também candidato, confirmou mais tarde que ele viajaria para o Catar para a partida de sábado, a final do torneio sub-23 da Confederação Asiática de Futebol entre Coreia do Sul e Japão.

Jerome Champagne, outro candidato e ex-vice-secretário-geral da Fifa, não quis dizer se ele iria ao Catar.

Falando a uma rádio sul-africana nesta quinta-feira, Sexwale confirmou que iria ao Catar como um “convidado do xeque Salman” e insinuou a possibilidade de apoio a um candidato da Ásia.

"A hora das alianças está chegando. Essa é a coisa nova que eu estou dizendo. É saudável, democrático, e é bom”, disse ele. Essa hora, segundo ele, será antes da votação de 26 de fevereiro.