Blatter vai comparecer a audiência de apelação na Fifa em 16 de fevereiro

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 13:10 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - Caído em desgraça, o presidente suspenso da Fifa, Joseph Blatter, irá retornar à sede do organismo que gerencia o futebol no dia 16 de fevereiro, quando a apelação contra seu afastamento do esporte será apreciada, de acordo com seu assessor.

Em dezembro, Blatter, que chefiava desde 1998 a entidade, foi proibido de exercer toda e qualquer atividade relacionada ao futebol durante oito anos. A medida foi tomada pelo comitê de ética da Fifa, assolada pelo pior escândalo de corrupção de seus 111 anos de história.

"O senhor Blatter irá comparecer a uma audiência de apelação no dia 16 de fevereiro, na sede da Fifa, e esperamos a decisão o mais rápido possível", declarou seu conselheiro, Thomas Renggli, à Reuters.

Inicialmente, o caso de Blatter será tratado pelo comitê de apelações da Fifa. Renggli afirmou que, se não tiver sucesso, seu cliente irá recorrer ao Tribunal de Arbitragem do Esporte (CAS, na sigla em inglês) em Lausanne, na Suíça.

Blatter, de 79 anos, que negou qualquer irregularidade, foi banido por violações éticas em função de um pagamento de 1,96 milhão de dólares feito pela Fifa ao chefe da Uefa, o francês Michel Platini, em 2011 com o aval de Blatter.

Platini, que era o favorito para suceder Blatter, também foi afastado por oito anos. A eleição do novo presidente da Fifa irá ocorrer em Zurique em 26 de fevereiro.

Um total de 41 indivíduos e entidades, incluindo vários ex-dirigentes da Fifa, foram acusados nos Estados Unidos de delitos relacionados à corrupção que são parte de um escândalo mais abrangente.

A investigação norte-americana está longe de terminar, e a Fifa ainda enfrenta um inquérito na própria Suíça.

 
Presidente suspenso da Fifa, Joseph Blatter, durante entrevista coletiva em Zurique. 21/12/2015 REUTERS/Arnd Wiegmann