Maldonado perde lugar na Lotus, e Magnussen deve substituí-lo na F1

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016 18:41 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Pastor Maldonado, o único venezuelano a vencer um GP, mas também um dos pilotos mais propensos a incidentes na Fórmula 1, estará ausente do grid de largada de 2016 depois de perder o seu lugar na Lotus, propriedade da Renault.

"Hoje, com a maior humildade, eu digo a vocês que eu não estarei no grid de largada da Fórmula 1 para a temporada de 2016”, afirmou Maldonado num comunicado aos seus 710 mil seguidores no Twitter.

"Obrigado por todas as suas mensagens de apoio, entusiasmo e preocupação com o meu futuro.”

O lugar do piloto de 30 anos parece que vai ser ocupado pelo dinamarquês Kevin Magnussen, de 23 anos, que estreou numa McLaren em 2014, mas ficou de lado no ano passado.

Relatos da imprensa afirmaram que Magnussen assinou um contrato com a Renault depois de problemas com o patrocínio de Maldonado.

A petrolífera estatal venezuelana, a PDVSA, apoiou o piloto por toda a sua carreira na Fórmula 1 com dezenas de milhões de dólares, mas tem sido afetada pelo preço em queda do petróleo e problemas econômicos domésticos.

A Renault, que comprou a Lotus em dezembro, deve apresentar a sua equipe e os planos para o futuro numa entrevista em Paris na quarta-feira. A temporada começa na Austrália em 20 de março.

 
Pastor Maldonado acena após visita a hospital em Yokkaichi, no Japão. 6/10/2014.  REUTERS/Toru Hanai