Ex-membro de comitê fiscalizador da Fifa é condenado a 7 anos de prisão nas Ilhas Cayman

sábado, 6 de fevereiro de 2016 14:07 BRST
 

MIAMI (Reuters) - Um ex-membro do comitê de fiscalização financeira da Fifa foi sentenciado a sete anos de prisão nas Ilhas Cayman após ser considerado culpado por fraude, disse seu advogado.

Canover Watson, que já compôs o Comitê de Auditoria e Cumprimento de Normas da Fifa, foi considerado culpado em cinco acusações relacionadas à época em que liderou a Autoridade de Serviços de Saúde do país caribenho, de acordo com informações da Comissão Anticorrupção das Ilhas Cayman, que liderou a investigação.

Embora as acusações não estejam relacionadas a futebol, o veredito contra o homem que serviu em um órgão que monitorou as finanças da Fifa representa outro golpe para a imagem da organização, que já enfrenta uma grande crise de corrupção.

Uma declaração da Comissão disse que Watson, de 45 anos, foi considerado culpado de duas acusações de conspiração para cometer fraude, uma de fraude contra o governo, uma de conflito de interesses e uma de quebra de confiança por um representante público. Ele foi inocentado da acusação de lavagem de dinheiro. 

(Reportagem de Simon Evans)