Técnico do Valência permanece positivo em meio à crescente insatisfação de torcedores

sábado, 6 de fevereiro de 2016 14:18 BRST
 

(Reuters) - Gary Neville disse que o Valência não está sob mais pressão do que o normal para vencer a partida contra o Real Betis pelo Campeonato Espanhol no domingo, apesar da insatisfação dos torcedores após uma lastimável derrota por 7 x 0 contra o Barcelona na quarta-feira. 

O Valência não vence há 11 jogos na La Liga, oito dos quais após o ex-defensor inglês Neville ter assumido o comando da equipe no lugar de Nuno Espírito Santo, no começo de dezembro. 

“Em todo jogo temos a obrigação de vencer neste clube”, disse Neville a repórteres no sábado. “Quem quer que seja o técnico, quem quer que sejam os jogadores, essa é a expectativa.”

“Precisamos mostrar vontade”, acrescentou. “Quarta-feira à noite foi uma noite ruim para nós.”

A derrota perante o Barcelona no jogo de ida da semifinal da Copa do Rei representou uma reafirmação para alguns torcedores do Valência que querem a saída de Neville e chegaram até a impedir a saída do ex-jogador do Manchester United do campo de treinamento do clube. 

Santiago Canizares, um dos maiores jogadores a compor o time espanhol, defendeu que o técnico de 40 anos pedisse desculpas para os fãs e renunciasse ao cargo, mas Neville tem insistido que está determinado a mudar a situação. 

“Eu sou um tipo estranho de pessoa”, disse ele. “Eu vi os torcedores e tudo o que eu podia pensar era ‘nossa!’, eu nunca vi torcedores tão apaixonados assim em minha carreira no futebol.”

“Eu sei que não era um bom tipo de paixão, mas eu sou a única pessoa que pode tirar uma lição positiva de algo tão incrivelmente negativo quanto isso.”

A péssima campanha do Valência deixou a equipe de fora da zona de classificação da Liga dos Campeões e em direção à zona de rebaixamento. O clube está em 12º lugar, a apenas cinco pontos dos três lanternas, antes do jogo de domingo contra o Betis, que está em 15º lugar.

(Por Ed Dove)