Fifa espera iniciar uma nova fase com escolha de presidente

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 20:50 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - A entidade em crise que comanda o futebol mundial, a Fifa, tem um dos dias mais importantes dos seus 112 anos de história nesta sexta-feira quando elege o seu novo presidente, na esperança de iniciar uma nova era depois de décadas de polêmica.

Delegados de mais de 200 países vão votar no substituto do presidente Joseph Blatter, dois dias depois de o desacreditado suíço e de o comandante do futebol europeu, Michel Platini, terem perdido os recursos contra a suspensão por desvios éticos.

Várias reformas planejadas para evitar a corrupção serão votadas antes da eleição presidencial, e a expectativa é que elas sejam aprovadas. Elas incluem limites de mandatos para os dirigentes e divulgação de rendimentos.

Quem assumir o lugar de Blatter, que liderou a Fifa por 17 anos, vai herdar uma missão muito diferente, com foco em gestão de crise, depois de dezenas de dirigentes internacionais terem sido indiciados nos EUA no ano passado por extorsão, corrupção e lavagem de dinheiro.

O presidente da Confederação Asiática de Futebol, o xeque Salman bin Ebrahim Al Khalifa, é o favorito dos apostadores, com o secretário-geral da Uefa, o suíço Gianni Infantino, próximo em segundo lugar.

O príncipe jordaniano Ali Bin Al Hussein acredita que está na disputa, enquanto o francês Jerome Champagne e o sul-africano Tokyo Sexwale vão esperar ter um bom desempenho.

(Por Simon Evans, Mike Collett e Brian Homewood)

 
Logo da Fifa em sua sede em Zurique. 17/12/2015. REUTERS/Ruben Sprich