Maradona pede prisão perpétua para Blatter e Platini

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016 18:05 BRT
 

Por Rob Hodgetts

LONDRES (Reuters) - O astro argentino Diego Maradona disse que o presidente afastado da Fifa, Joseph Blatter, e o presidente afastado da Uefa, Michel Platini, devem receber pena de prisão perpétua e não seis anos de suspensão do futebol por violações éticas.

A dupla havia sido suspensa por oito anos --punição que foi reduzida para seis anos nesta semana-- pelo pagamento de 2 milhões de francos suíços (2,03 milhões de dólares) feitos pela Fifa ao francês em 2011 com aprovação de Blatter por um trabalho realizado uma década antes. Os dois negaram irregularidades.

"Parece que o comitê de ética da Fifa estava errado", disse Maradona, de 55 anos, à Reuters TV. "Com tantas evidências contra essas pessoas e vendo como eles roubaram por tantos anos, eles deveriam ter recebido prisão perpétua."

A Fifa vive sua pior crise em seus 112 anos com várias pessoas, inclusive muitas delas ex-autoridades da Fifa, acusados de crimes relacionados à corrupção nos Estados Unidos. Blatter está entre os que também enfrentam uma investigação na Suíça.

 
Maradona em jogo de rúgbi entre Argentina a Austrália em Londres. 25/10/15
Reuters/Russell Cheyne